Kaleydos

Prêmio ICE: inscrições abertas e lições compartilhadas

Do ICE

Estudantes de graduação, mestrado e doutorado e seus respectivos orientadores, de qualquer curso e Instituição de Ensino Superior do Brasil, já podem inscrever seus trabalhos sobre Investimentos e Negócios de Impacto na 5ª Edição do Prêmio ICE.

A premiação busca valorizar a produção acadêmica brasileira sobre várias temáticas associadas aos Investimentos e Negócios de Impacto, que incluem novos formatos organizacionais voltados para a geração de valor socioambiental; inovação social; marcos regulatórios e políticas públicas, dentre outras previstas no Regulamento do Prêmio ICE.

“O Prêmio ICE reforça a estratégia da Rede de Professores mobilizada pelo nosso Programa Academia para ampliar a produção de conhecimento sobre o campo dos Investimentos e Negócios de Impacto nos cursos de Graduação e Pós-Graduação. Queremos conhecer e reconhecer a produção acadêmica em desenvolvimento e atrair mais estudantes e docentes para o tema, criando novas conexões para a rede”, avalia Adriana Mariano, Gestora do Programa Academia do ICE.

Trabalhos premiados e lições compartilhadas

Ivana Aparecida Ferrer Silva, que dá aulas na graduação do curso de Administração da Universidade Federal do Mato Grosso, teve o trabalho de uma aluna premiado na última edição. Elba Pantaleão ficou em segundo lugar na categoria TCC Graduação, com a dissertação “Negócios para a base da pirâmide na área da saúde em Cuiabá – MT”.

“A meu ver, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) podem ser um ponto de partida para trabalhar e desenvolver negócios para solucionar problemas. Atualmente existem negócios voltados para a base da pirâmide surgindo em todo o Brasil. É importante mensurar até que ponto eles são negócios tradicionais ou se realmente têm impacto na sociedade.”, avalia Ivana.

O trabalho de sua aluna Elba se desenvolveu nesse sentido. “Inúmeras clínicas de saúde se propõem a atender a população de baixa renda, mas ela percebeu que, nessas clínicas, o propósito era realmente ter lucro, sem nenhuma preocupação em relação ao impacto do serviço oferecido”, conta Ivana. Com o passar do tempo e o amadurecimento do conceito de impacto entre os empresários, ela crê que haverá uma melhoria no formato desses negócios.

Com seus trabalhos de conclusão de curso na Graduação, os estudantes esperam dar sua contribuição para que, além do lucro, os negócios possam gerar conscientemente algum impacto para a sociedade. “Quando apresentamos a temática dos negócios de impacto e das finanças sociais em sala de aula, os olhos dos alunos brilham. Todo mundo tem dentro de si essa vontade de fazer algo que realmente possa transformar a realidade do país. Eles se envolvem com o tema e, todo semestre, sem muito esforço, dois ou três acabam tendo o interesse em trabalhar a temática”, diz Ivana.

Na Pós-Graduação, o grau de complexidade dos trabalhos naturalmente aumenta. Quem se se dedica ao estudo dos investimentos e negócios de impacto vive desafios teóricos, conceituais e práticos do campo. Segundo Rosa Maria Fischer, do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, “os desafios começam pela polissemia conceitual – como definir e operacionalizar expressões como negócios social, negócio inclusivo, negócio de impacto – e questões não resolvidas: o que é valor social? Quais as métricas para mensurá-lo?”.

O trabalho de seu orientando Carlos Eduardo Gonçalves – “Negócios Sociais e Investimento de Impacto: um estudo sobre as percepções do ecossistema” – ficou em primeiro lugar na categoria Mestrado na quarta edição do Prêmio ICE. O estudante pesquisou as percepções de diferentes atores do ecossistema, elaborando uma dissertação que contribui para as reflexões sobre a emergência dos negócios de impacto e também oferece recomendações a investidores e empreendedores.

“O trabalho dele é uma excelente amostra de como integrar a experiência profissional – ele é um advogado que trabalha com investidores – com o aprofundamento teórico de um estudo acadêmico. Essa é uma boa dica aos docentes na Pós-Graduação: aproveitar muito a experiência dos alunos, estimular sua motivação com iniciativas inspiradoras, aliar ao rigor teórico a perspectiva de aplicação prática. E, principalmente, mostrar aos alunos que todos temos responsabilidade com o desenvolvimento socioambiental, e que podemos e devemos realizá-lo por meio de prática profissional e da vivência pessoal”, avalia Rosa.

“Na prática, os empreendedores de impacto têm grandes dificuldades para superar: legislação tributária, parcerias público-privadas, expectativas dos investidores. É um mundo a se descobrir. O ICE foi pioneiro na oferta de um prêmio para essas temáticas. Por se tratar de um campo de conhecimento e aplicação ainda muito novo, é importante que a produção acadêmica seja estimulada e se dedique a estudos cuidadosos, com precisão técnica e conceitual e proposição de soluções e métricas. ”

Como participar

Para participar do Prêmio ICE, é preciso preencher o formulário online no site www.premioice.org.br, anexar o trabalho e a documentação solicitada. As inscrições vão até 31 de março de 2019. O Prêmio é realizado pelo Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), com a parceria estratégica do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por meio do BID Lab, e apoio da Comgás.


Sobre a Kaleydos

Kaleydos é uma plataforma de investimento e desenvolvimento de soluções e negócios alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Apoiamos negócios inovadores em estágio inicial de maneira personalizada mesclando mentoria, capital semente e co-gestão. Somos uma iniciativa do Instituto Jatobás. Clique aqui para saber mais sobre nós.

Assine a nossa newsletter mensal.

Faça um comentário