Kaleydos

Conheça a Tudubambu, negócio que surgiu para fortalecer a cadeia produtiva sustentável do bambu

Tudubambu

Entenda como investir em bambu pode gerar desenvolvimento sustentável

Você sabia que o bambu tem inúmeros usos que vão da alimentação à medicina, passando por arquitetura, construção, decoração e muito mais? Que se estima que existem mais de 1500 espécies de bambu e que 20% delas estão no Brasil? Além disso, os benefícios do seu plantio para a sustentabilidade (ambiental e social) são vários, como sequestro de carbono, proteção do solo, contribuir para a biodiversidade, geração de renda no campo, inovação no setor industrial, substituição de madeiras de lei e muito mais. É por isso que o Instituto Jatobás e a Kaleydos apostam nessa cadeia produtiva para contribuir com o desenvolvimento sustentável. Uma maneira de fazer isso é a Tudubambu

A Tudubambu é um negócio de impacto socioambiental que tem o objetivo de ser um catalisador e estruturador de negócios da cadeia produtiva do bambu no Brasil. A empresa, ainda em estágio inicial, visa industrializar e comercializar produtos de bambu, em um modelo de negócio que gera benefícios ambientais e sociais, e se prepara para atuar também na área educacional e de consultoria, para fomentar e fortalecer novos negócios nesse segmento.

Conheça mais sobre este novo negócio. Boa leitura!

Produtos sustentáveis de bambu em escala

A empresa surgiu da visão de que, por um lado, o bambu é uma fibra vegetal que pode gerar forte inovação no setor da bioeconomia, criando soluções de alto impacto no triple bottom line da sustentabilidade. E que poderia aproveitar o mercado mundial e nacional de produtos confeccionados a partir do bambu que cresce aceleradamente, por ser uma cadeia de valor altamente sustentável e pelo alto desempenho do próprio material em diferentes aplicações.

No entanto, o ecossistema do bambu no Brasil se mostra incipiente e fragmentado: ainda com métodos de produção e manejo despadronizados, produtores sem capacidade de transformar a sua plantação em produtos finais com escala, em um mercado ainda predominantemente artesanal, o que apresenta uma grande oportunidade para a implementação de boas práticas, capacitação e geração de receitas.

Nesse cenário, a Tudubambu nasceu com o objetivo de ser uma unidade industrial de produtos de bambu no Brasil que possam substituir produtos feitos de madeira proveniente do corte de árvores e desmatamento, a partir de um modelo vertical a ser viabilizado no médio prazo, ou seja, da plantação às lojas.

Ao criar uma estrutura industrial, torna-se possível padronizar e dar escala para determinadas linhas de produto, reduzindo o preço final para a colocação no mercado, além de acumular conhecimento e práticas que podem ser devolvidas à própria cadeia produtiva no intuito de qualificá-la.

Para que esse desafio seja possível, a parceria com o Instituto Jatobás, comodatário da Fazenda dos Bambus em Pardinho/SP, é um dos elementos diferenciadores do projeto. Pois a fazenda com 62 hectares plantados com bambu é preparada para ser um de seus principais fornecedores de matéria-prima. Para que isso se torne realidade, a própria empresa oferece ao Instituto Jatobás consultoria especializada no manejo da fazenda, visando o aumento da sua produtividade.

Atualmente, a Tudubambu atende a projetos especiais solicitados por clientes na área de arquitetura e construção. Mas seu objetivo é ganhar escala criando produtos padronizados que incluem uma linha de revestimentos, de decoração, movelaria, e quadros para bicicletas. Para esta finalidade, irá instalar uma unidade fabril em Botucatu, cuja produção está prevista para começar em abril de 2021.

Apoio a novos negócios na cadeia do bambu: cursos e consultoria (em desenvolvimento)

Em uma segunda etapa, quando a sua unidade fabril estiver operando e gerando receita, a Tudubambu também atuará nas áreas educacional e de consultoria.

Na área educacional, oferecerá cursos para quem pretende trabalhar na cadeia produtiva do bambu. Eles irão abranger desde técnicas de processos produtivos e construtivos até a gestão de negócios. Para isso, serão criadas parcerias com entidades educacionais, como universidades credenciadas neste setor.

Além disso, a empresa oferecerá serviços de consultoria e capacitação de famílias e produtores interessados em cultivar bambu com o objetivo de gerar renda. Assim, irá compartilhar a experiência e o conhecimento de quem atua no segmento há mais de 25 anos.

Qual é o impacto socioambiental?

A operação da Tudubambu gera impactos positivos ambientais, ligados à substituição de madeira e busca da fixação e neutralização de gás carbônico; e sociais, ligados à capacitação de mão de obra e geração de oportunidades e renda.

Impacto ambiental

Atualmente há uma elevada demanda pelo uso de madeira na arquitetura e na construção civil, para produzir desde mobiliário a utensílios domésticos e telhados. Contudo, esse tipo de madeira vem de árvores que demoram de 30 a 60 anos para crescer até chegar ao ponto de corte, o que não atende à velocidade de uma demanda cada vez mais crescente.

Quando aplicada tecnologia e boas práticas de manejo e processamento, o bambu é uma opção de substituição de madeira por não ser uma árvore, mas uma gramínea, que, além de entregar uma série de benefícios econômicos e sociais, apresenta uma série de vantagens em serviços ambientais que tem por objetivo sustentar a vida do planeta. Isso significa que, diferentemente de várias espécies de madeiras, quando bem manejado, o bambu, além de estar pronto para colheita entre 8 e 12 anos após o seu plantio, pode fornecer matéria-prima anualmente a depender do tipo de aplicação e destino.

Outro motivo pelo qual pode substituir a madeira de lei é porque, por meio da tecnologia, é possível tornar o bambu tão resistente quanto as madeiras tradicionais. Ou, em alguns casos, até mais resistente do que elas. Portanto, pode ser usado para fins diversos como produzir estruturas construtivas, revestimentos, objetos de decoração, mobiliário e assim por diante, com uma importante diferença: não é necessário derrubar árvores ou florestas nativas para isso.

Impacto social

Grande parte dos produtores rurais brasileiros têm uma renda familiar baixa e executam um trabalho braçal pesado. Além de ser um problema social significativo, isso faz com que uma parcela dessa mão de obra mude para as cidades em busca de melhor remuneração em outros tipos de trabalhos.

Esse êxodo rural resulta em uma densidade demográfica mais alta nas cidades, que por sua vez gera problemas como a redução da qualidade dos serviços públicos devido ao aumento da demanda. Além disso, o Brasil tem uma forte vocação para o agronegócio, setor que é responsável por mais de 25% do PIB do país, e que deve ser valorizado.

O modelo de negócio da Tudubambu pretende mitigar esse problema por meio da capacitação de famílias de baixa renda e da criação de oportunidades para pequenos produtores rurais se fixarem no campo e serem melhor remunerados.

Capacitação de famílias de baixa renda

Uma forma de se fazer isso na cadeia produtiva do bambu já é realizada há 20 anos pela Bambu Carbono Zero (BCZ) na sua unidade em Cunha (SP) na produção de esteiras de bambu trançadas, que são usadas como revestimento, decoração e paisagismo. Esse modelo será replicado pela Tudubambu na sua fábrica em Botucatu.

O processo começa em selecionar famílias de baixa renda que são capacitadas a fabricar os produtos de bambu que a empresa planeja. A própria empresa faz o pré-processamento (colheita, corte e tratamento) e em seguida entrega um kit na casa da família que monta o produto final seguindo um padrão e utilizando gabaritos simples de montagem.

Esse processo aumenta a produtividade e reduz drasticamente o esforço e serviço pesado do artesão. Com ele, alguns trabalhadores que antes trançavam duas esteiras e meia por dia passaram a trançar dez esteiras. Esse aumento de produtividade resulta também em aumento da renda, uma vez que são remunerados por unidade. Em seguida, a empresa compra o produto finalizado e o revende no mercado.

Geração de oportunidades para pequenos produtores rurais se fixarem no campo

Outra forma de produzir esse impacto social positivo será oferecer, a pequenos produtores rurais selecionados, consultoria e fomento no desenvolvimento de mudas, manejo de bambuzais e colheita e, em alguns casos, kits de montagem a serem transformados em produtos finais, como esteiras trançadas e brotos para culinária, entre outros.

Entenda como surgiu a Tudubambu

Fundada em junho de 2020, a empresa é fruto da co-criação entre Kaleydos, Hub Bambu e Bambu Carbono Zero (BCZ), em parceria com o Instituto Jatobás.

A Hub Bamboo é uma consultoria de negócios da cadeia produtiva do bambu, especializada em marketing, vendas e inovação, fundada por Daniel Capobianchi. Já a Bambu Carbono Zero é especializada no desenvolvimento de produtos de bambu e em projetos customizados de arquitetura e construção a partir do bambu, tendo sido fundada pelo engenheiro agrônomo Danilo Candia, que atua como consultor do negócio.

O Instituto Jatobás é comodatário da Fazenda dos Bambus, fazenda modelo na produção sustentável de bambu em Pardinho (SP), município próximo a Botucatu.

Uma das iniciativas do instituto Jatobás é a Kaleydos, empresa de investimento e desenvolvimento de negócios que contribuem para o desenvolvimento sustentável. Nesse caso específico, a Kaleydos fomenta o processo de desenvolvimento da Tudubambu como negócio, principalmente na sua capitalização, gestão administrativa e financeira.

Saiba mais

Site da Tudubambu

Matéria do Globo Rural sobre o mercado do bambu e a Tudubambu


Foto: Visualhunt


Sobre a Kaleydos

Kaleydos é uma plataforma de investimento e desenvolvimento de soluções e negócios alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Apoiamos negócios inovadores em estágio inicial de maneira personalizada mesclando mentoria, capital semente e co-gestão. Somos uma iniciativa do Instituto Jatobás. Clique aqui para saber mais sobre nós.

Assine a nossa newsletter mensal.